Logo.png
 
 

 “Mães Expatriadas” surgiu da vontade de trocar experiências sobre o meu encontro com a maternidade. Quando uma criança nasce, com ela nasce uma mãe. E não importa se é uma estreia ou se é uma mãe que mais uma vez se renova. Cada maternidade é única na sua riqueza e nos seus desafios.
Sozinha, longe da família, distante de sua ancestralidade a vivência da maternidade é também um exercício de solidão. E foi em meio a dúvidas e na busca ansiosa de acertos que nasceu a ideia de compartilhar preocupações, medos e alegrias. Por que não? Inúmeras mulheres, mães ou desejosas de ser mães, juntas podem acolher umas às outras, experienciar o enfrentamento de situações semelhantes, encontrar apoio, dividir sentimentos e viver a plenitude da EMPATIA e da SORORIDADE.

E “Mães Expatriadas” que nasceu de uma ideia solitária, num sonho de compartilhamento, hoje pertence a mais de mil mulheres; como um filho ganhou o mundo... Voa tal como os passarinhos ao deixar o ninho... Voa saboreando a liberdade de não estar mais só, de saber que as dúvidas, medos, angústias da maternidade se transformam na alegria coletiva de estar junto.

Em rede seguimos virtualmente nos conhecendo, seguimos nos revelando como aprendizes, como olhares atentos na amorosa experiência de ser mãe.

A distância de nossa origem já não mais nos assusta, o diálogo entre nós é imediato, seguro e nos fortalece.

O mundo das redes sociais nos revelou e aproximou, agora iniciamos o caminho da vida real, do encontro, do abraço, da proposta de coletivamente construir novas possibilidades. Agora buscamos no diálogo construir uma rede real, identitária, que nos aproximou a partir da maternidade e nos fortalecerá para novas trocas, novas descobertas.


conecta mães expatriadas


#takeoverme

Name *
Name

INSTAGRAM

 

© ALL RIGHTS RESERVED. | BY BABI PALHANO