Posts tagged viagem
Tudo o que você quer saber!

Olá, tudo bom?! 

Segunda não teve post como de costume. Eu finalmente terminei o novo layout do blog! Tudo foi feito com muito amor e carinho, e também com o objetivo de facilitar a transição entre as duas línguas. Gostaram?

Vamos ao post de hoje...

Como todo mundo sabe eu moro em Nova York. Durante dois anos estive aqui estudando, indo e voltando do Brasil, até que em 2015 fiquei aqui de vez. Como aqui tem muitos brasileiros, são muitos os grupos no Facebook; e, claro, eu participo de alguns. 

Desde que comecei o blog, recebo muitas mensagens da galera desses grupos e também de alguns amigos. Quase sempre são dúvidas, perguntas, pedidos de indicações, etc. Para facilitar, resolvi reunir as 10 perguntas mais frequentes que recebo sobre “morar em Nova York”:

1 - É caro? Qual é o valor médio de aluguel? 

B: Sim, é bem caro morar aqui comparado a outros estados. Os impostos são maiores, e tudo o que você quiser comprar pode adicionar 8,875% no valor da compra. Em relação a aluguel depende muito da onde você vai morar. Para vocês terem uma ideia, fiz a seguinte estimativa da média de aluguel de quartos: em Astoria e no Brooklyn varia entre $500-$1200, já em Manhattan $900-1800. Claro que tudo depende de quem está alugando, da localização e de alguns outros fatores. 

2 - Tenho um orçamento apertado, onde posso estudar inglês?

B: Existem várias bibliotecas e Igrejas que oferecem aulas gratuitas. Mas se você quiser algo pago, com uma rotina mais frequente e com o valor mais em conta, a dica é procurar por Community Colleges perto de onde você vai morar, os preços costumam ser mais baixos do que nas outras escolas.

3 - O inverno é muito frio?

B: SIM!!!! O inverno é MUITO FRIO e cada ano tem piorado. As temperaturas entre Janeiro e Fevereiro ficam negativas, podendo chegar a uma sensação térmica de -27 graus. (Se você quer dicas sobre o que vestir para se proteger do frio, dá uma olhada no post Moda Inverno!)

4 - Posso trabalhar com o visto de turista?

B: NÃO! Legalmente você não pode trabalhar com visto de turista. Para trabalhar você precisa de um visto específico para trabalho (H1, H2, H3, H4 e O1 - para habilidade extraordinária)

5 - Consigo trabalho fácil?

B: Me conta em qual lugar do mundo está fácil de arrumar emprego? Aqui não é diferente. Existem muitas opções de trabalho e depende da área que você quer atuar. Existem sites como Indeed.com e LinkedIn onde você pode filtrar sua busca de trabalho por empresas que forneçam visto.

6 - Quanto custa se manter em Nova York?

B: Isso depende muito de onde você mora. Eu diria que você precisa de no mínimo mil dólares, fora aluguel, para viver confortavelmente e talvez ainda guardar um dinheirinho.

7 - Quais são os melhores bairros para morar?

B: Eu sou suspeita para falar, mas eu AMO Astoria. Foi o primeiro bairro que morei quando vim pra cá e eu amei! Depois morei em Manhattan, mas confesso que fiquei super feliz em voltar pra cá. É um bairro bem residencial e multicultural. Eu moro na porção predominantemente Grega. Acho uma delícia!!! Existem áreas no Brooklyn como Williamsburg, Dumbo, Park Slope que são bem bacanas também. E em Manhattan eu gosto dos extremos, Uptown ou Downtown. Acho Midtown muito agitado, “muvuca” o tempo todo e eu, particularmente, prefiro um bairro mais tranquilo. Mas novamente, tudo depende do que você gosta e também do seu orçamento.

8 - Quanto tempo posso ficar com um visto de turista?

B: Você tem 6 meses de permanência no país com o visto de turista, podendo pedir extensão por até um ano e meio. Na extensão é dado 6 meses a mais de permanência desde que você diga os motivos pelo qual quer ficar e comprove que pode se manter financeiramente. Você pode baixar o formulário (I-539) no site da USCIS, preencher e pagar uma taxa de $370 dólares. Com isso você pode estender sua permanência por até 6 meses, e esse requerimento pode ser feito até duas vezes, totalizando a permanência de 1 ano e meio. Esse documento é o que você vai precisar para entrar novamente no país e comprovar que não permaneceu ilegalmente. 

Vale lembrar que não é necessária a contratação de um advogado ou agência para esse tipo de requerimento, existem muitas pessoas agindo de má fé e cobrando por esse serviço, mas você pode preencher sozinho, sem problemas. Eu mesma fiz esse processo e garanti a extensão da minha permanência sem nenhum auxílio. Se alguém quiser saber mais sobre esse assunto deixa um comentário aqui ou manda e-mail pra mim (babi@dicasbarbaras.com).

9 - Como conseguir um visto de estudante?

B: Primeiro tudo depende do tempo que você vai ficar. Para cursos de até 6 meses, não é necessário visto de estudante. Se você planeja ficar mais tempo, procure saber com a escola de sua escolha. A maioria dos cursos de inglês fornece a papelada para o visto de estudante, cursos livres como culinária, artes, teatro, nem sempre tem essa opção. Então o melhor a fazer é dar uma olhada no que a instituição oferece. 

10 - Como adquirir o Green Card?

B: O Green Card hoje em dia é adquirido por meio de vínculo trabalhista ou casamento. 

Quando você é contratado por uma empresa, recebe o Green Card como comprovante de sua residência no país. E ele está ligado à condição do vínculo com o contratante, e sua validade também depende também da empresa. Não são todas as empresas que disponibilizam o status de residente (Green Card), a grande maioria apenas providencia o visto necessário. 

O Green Card via casamento é adquirido através do seu marido/esposa Americano(a). Ele fica ligado à condição de permanecer casado por 2 anos, e após esse período você precisa renovar e nessa renovação a condição é retirada. 

Ambos processos não são simples, existem uma série de etapas onde você deve comprovar o emprego ou o casamento legítimo. Os formulários também estão disponíveis online no site da USCIS e lá você também encontra instruções de como enviar a papelada.


Bem, se alguém tiver alguma outra pergunta ou dúvidas relacionadas às perguntas de hoje, deixa seu comentário aqui ou pode escrever diretamente pra mim que eu respondo com o maior prazer!

 

Lua de Mel

Bem, como algumas pessoas sabem eu não pude ir pra Punta Cana como programado. Então decidimos ir pra Disney, em Orlando e foi MARAVILHOSO! Uma proposta completamente diferente do que eu tinha pensado inicialmente, minha ideia era aproveitar a lua de mel pra descansar, tomar uns drinks e curtir uma praia. Nada disso rolou! Acordamos às 8 da manhã todo dia pra aproveitarmos os parques, cansativo... Mas foi ótimo! Esse post é pra quem nunca foi e planeja ou pra quem já foi e quer saber das novidades.

Nós ficamos no hotel Rosen Inn perto da Universal, eles oferecem shuttle de graça para os parques da Universal. E alugamos um carro para irmos aos parques da Disney. Alugar carro é sempre uma ótima opção para quem quer circular com mais liberdade.

Começamos pelo Island of Adventure e claro, nos divertimos horrores. Não tem como voltar a ser criança né?! Fomos em todas as atrações e compramos o Express que a fila é MUITO MENOR! Essa é uma Dica Barbara, economiza um pouco e garante o express da Universal que a diferença de tempo nas filas cai pra menos da metade. E agora que tem a Diagon Alley, vale a pena um terceiro dia na Universal só pra aproveitar os dois lados do Harry Potter! Nós fizemos questão do uniforme completo e as varinhas interativas (SIM! AGORA TEM VARINHAS INTERATIVAS ONDE VOCÊ FAZ MÁGICA PELO PARQUE!)

IMG_1678.JPG.jpeg

Outra atração da Universal que eu super recomendo é a Rockit! Para os fãs de montanha-russa, ela não pode faltar. Você escolhe uma música e vai bem alto curtindo! Depois ainda dá pra assistir o vídeo da gente despencando lá de cima! 

Agora um recado MUITO IMPORTANTE: o Animal Kingdom deixou de ser o parque mais chato. Agora com o Avatar ele se tornou um dos parques mais cheios, então pode se programar pra encarar umas fila de 2 horas e sem fast pass, mas VALE MUITO A PENA! Eu e Mike voltamos no Animal Kingdom só pra encararmos a fila novamente. A atração 4D é surreal, supera todas as expectativas! Pandora é de fato uma atração IMPERDÍVEL!

IMG_1419.JPG.jpeg

Até o caminho que você percorre até o Banshee é cheio de surpresas! Eu fiquei chocada com o tamanho do Avatar no laboratório. Você realmente se sente no filme, passeando pela floresta fluorescente e cavernas. Novamente, não se assustem com as duas horas de fila, essa é sem dúvida a minha atração preferida. Para vocês terem uma ideia, Avatar conseguiu superar o Harry Potter! =X

Aproveitem para passear na loja em Pandora, experimentar os drinks e comidas que eles tem por lá. Você pode fazer o seu Avatar personalizado, eles fazem um escaneamento do seu rosto, você escolhe cabelo, acessórios e uma hora depois volta pra buscar seu Avatar! Nós fizemos os nossos e também compramos um Banshee, coisa de nerd né?

Olha que coisa linda! Ela fica lá na loja pra todo mundo tirar foto!

Olha que coisa linda! Ela fica lá na loja pra todo mundo tirar foto!

FullSizeRender.jpg.jpeg

 

 

Outra dica bacana que eu tenho são as pulseiras, elas custam em média $17.00 e você conecta seu ingresso, fast pass e cartão de crédito, assim não precisa ficar pegando a carteira toda hora. Nós compramos as edições limitadas do Avatar já que nos apaixonamos tanto por Pandora.

 

 

A lua de mel foi maravilhosa, nos divertimos muito e fomos super mimados por todos os atendentes já que eu estava usando o véu da Minnie e broche comemorativo. De fato o atendimento nos parques é de tirar o chapéu, não tenho do que reclamar. Punta Cana teria sido legal, mas nossa estadia da Disney superou todas as nossas expectativas. Não vejo a hora de voltar. Encerramos nossa lua de mel no Magic Kingdom e só temos lembranças maravilhosas desses 10 dias! Ahh e não esquece o tênis, porque eu esqueci e tive que comprar um lá! Hahaha

Quem estiver de malas prontas e quiser trocar figurinhas escreve aqui! 

FullSizeRender.jpg-2.jpeg
ViagemBabiviagemComment
Museus em Londres

Se você está planejando uma viagem para Londres ou por enquanto ainda sonha com essa viagem, aqui nesse post vou enumerar alguns museus da capital da Inglaterra.

A parte boa é que na maioria dos museus a entrada é totalmente gratuita. Geralmente eles tem caixas de doações nas entradas, então fica a seu critério contribuir ou não.

The National Gallery  

@camimagens

@camimagens

Com mais de 2300 obras, o museu conta com uma das mais importantes coleções de Arte da Europa Ocidental. Não é a toa que esse museu é um dos mais famosos do mundo, ele reune grande tesouros da História da Arte, obras do século XIII ao XX, desde o período medieval até o impressionismo no fim do século XIX e começo do XX. Com arquitetura Neoclássica, a National Gallery foi construída onde se situava o edifício dos estábulos da Família Real (King’s Mews) e inaugurado em 1838. Ampliada diversas vezes, a área total da National Gallery hoje é de 46.396 metros quadrados, isso significa uma infraestrutura magnifica repleta de arte. Abaixo segue algumas das mais importantes telas lá expostas:

"Os Girassóis", de Van Gogh; "O Casal Arnolfini" , de Jan van Eyck; "As Grandes Banhistas" , de Cézanne; "A Ponte Japonesa" , de Monet; “Virgem das Rochas ou Rochedos (por vezes chamada de Madonna das Rochas)” de Leonardo da Vinci; “Sepultamento de Cristo'' de Michelangelo; “Venus e Marte”, de Boticelli; “A Ceia em Emaús”, de Caravaggio; “Self Portrait at the age of 34”, de Rembrandt; “Senhora diante do virginal”, de Vermeer;  “O Banheiro de Vênus“, de Velázquez; “As banhistas” de Paul Cézanne, e “Banhistas na Grenouillière” de Monet.

@camimagens

@camimagens

Há ainda um áudio-guia com duração de 60 minutos com descrições em português dos destaque da coleção (£3.50 para adultos). A magnifica loja da National Gallery, com pôsteres, cartões postais, brinquedos e livros é uma verdadeira tortura para os amantes de artes plásticas. 

Como chegar:

Endereço: Trafalgar Square, London WC2N 5DN

O museu fica em uma praça bem famosa chamada Trafalgar Square e a estação de metrô mais próxima é a Charing Cross - Bakerloo Line (Linha Marrom) e Northern Line (Linha Preta), também recomendo descer em Covent Garden - Piccadilly Line (Linha Azul Escuro) passando por um dos bairros mais charmosos da cidade de Londres.

Queridíssimo das fashionistas, Covent Garden dita muitas tendências de moda, algumas edições do famoso e badalado London Fashion Week passaram por lá. É um bairro que você encontra de tudo, perfeito para um dia de compras e ida ao museu. Há lojas tradicionais de moda, como Zara, sofisticadas marcas britânicas e também é conhecido como uma grande polo gastronômico. Lá você encontra o famoso Jamie Oliver restaurante e também opções de comida portuguesa (como o Fernandos), bem em conta para 'take away' (comida para viagem) o que muitas vezes era a minha opção, por ser estudante e já que minha escola de inglês ficava no bairro. Foram muitas refeições pela Trafalgar Square. (: 

O que é muito comum em dias não muito frios, ou qualquer dia de temperatura mais amena, as pessoas ocupam praças, parques e curtem o clima ou qualquer raio de sol. Bem diferente dos nossos costumes no Brasil né? Em breve farei um post sobre os parques de Londres.  

@camimagens

@camimagens

Essa é a vista do Museu, para a famosa Trafalgar Square, nome dado em homenagem a Batalha de Trafalgar (1805) originário de uma vitória da Marinha Real Britânica nas Guerras Napoleónicas, o monumento no meio da praça se chama Coluna de Nelson, uma homenagem ao Almirante Horatio Nelson, um dos proeminentes comandantes das Guerras Napoleónicas. Também é possível avistar o Big Ben de lá.

Entrada Gratuita

diariamente: 10:00 ás 18:00 e Sextas: 10:00 ás 21:00

Site: https://www.nationalgallery.org.uk

 

National Portrait Gallery 

image: https://static.artuk.org/_source/NPG_location_image_1.jpg

image: https://static.artuk.org/_source/NPG_location_image_1.jpg

Colado ao National Gallery está o brilhante National Portrait Gallery. O museu foi fundado em 1856 com estilo arquitetônico Renascentista e abriga a maior galeria de retratos do mundo, com o intuito de promover o reconhecimento de grandes nomes que construíram e constroem a história da cultura britânica. Entre pinturas, fotografias, esculturas e vídeos encontram nesse museu mais de 1000 retratos desde o século XV até os dias atuais. Em ordem cronológica, os retratos são expostos pelos três andares do museu iniciando pela era Tudor (1485 a 1603)  e passando por celebridades como William Shakespeare, Charles Darwin, Oscar Wilde, Winston Churchill, Paul McCartney, Francis Bacon e J.K. Rowling, e claro, não poderia faltar os principais membros das famílias reais. 

Imagem: http://www.visitlondon.com/things-to-do/place/95587-national-portrait-gallery#8jtPEy6XJjzfuUt9.97

Imagem: http://www.visitlondon.com/things-to-do/place/95587-national-portrait-gallery#8jtPEy6XJjzfuUt9.97

A National Portrait Gallery também hospeda a competição anual do Premio Britânico dos Retratos, por isso, além das galerias permanentes, o museu conta sempre com exposições temporárias de trabalhos contemporâneos (entrada paga) que se hospedam geralmente no piso térreo do museu, juntamente a bilheteria e a loja. Vale a pena visitar o site para saber qual exposição itinerante estará acontecendo quando você pretende visita-lo. 

O museu conta com um Café e restaurante no terceiro andar.

Como chegar: 

Endereço: St Martin’s Place, London.WC2H 0HE

A estação de metro mais próxima Charing Cross - Bakerloo Line (Linha Marrom) e Northern Line (Linha Preta)

O museu fica atrás da National Gallery, situado também na Trafalgar Square. 

Entrada Gratuita

diariamente: 10:00 ás 18:00 e Quintas e Sextas: 10:00 ás 21:00

Site: http://www.npg.org.uk

 

Museum of London 

 

Imagem: http://www.museumoflondon.org.uk/museum-london

Imagem: http://www.museumoflondon.org.uk/museum-london

Tive a oportunidade de conhecer o Museu de Londres em um dia de aula do curso de inglês. Localizado no coração de Londres, bem próximo ao imponente St. Paul's Cathedral o museu de Londres é dedicado a historia da cidade de uma forma bem interessante. Através de artefatos deslumbrantes, exibições interativas e reconstruções atmosféricas, o museu traz a fascinante historia da cidade. Vale a pena a visita para entender o que aconteceu após o ano de 1666, onde a cidade foi destruída pelo fogo e foi necessária a reconstrução até os dias de hoje. A história começa a ser contada com achados em escavações da idade da pedra, depois passando pelo período Romano, Medieval até chegar no período entre 1550 e 1660, que atingida pela guerra, foi ameaçada pela praga e o fogo. O museu conta com 8 galerias permanentes, entre trajes georgianos originais e até uma recriação de uma rua vitoriana ao longo do percurso. Lá você encontra baldes utilizados para ajudar a combater o grande incêndio de Londres, moedas de ouro, recordações dos jogos olímpicos, vestido dos Beatles usado na estréia da London premiere of a Hard Days Night em 1964. É uma viagem no tempo maravilhosa, a melhor maneira de compreender a estilo de vida Londrino. Super recomendo! 

Como chegar: 

Endereço: 150 London Wall - London - EC2Y 5HN

A estação de metro mais próxima St. Paul's - Central Line (Linha vermelha) e Barbican - Metropolitan Line (Linha roxa). O museu fica no centro de Londres á apenas 5 minutos de caminhada da St. Paul's Cathedral 

Entrada Gratuita

diariamente: 10:00 ás 18:00 

Site: http://www.museumoflondon.org.uk/museum-london

 

Victoria and Albert Museum - V&A 

@camimagens

@camimagens

É maior museu de Artes Decorativas e Design do mundo. Entre 4,5 milhões de objetos, são encontrados: esculturas, pinturas, gravuras, acessórios de moda, roupas, joias e fotografias. Contando com uma extensa coleção de artes decorativas Hindus, Chinesas, Japonesas, Coreanas, Islâmicas e Europeias. Fundado em 1852, o título de maior museu não é para pouco, ele é realmente gigantesco, com 7 andares o tour exige um bom tempo para explora-lo por inteiro. Cada andar do museu contém varias das mencionadas categorias e expõe jóias, peças de vidro, armaduras, armas, cerâmica, móveis, pinturas, ourivesaria chinesa e muito mais...

@camimagens

@camimagens

O nome do museu é uma homenagem à Rainha Victoria e ao Principe Albert que foi rebatizado em 1899, pois antes disso o museu se chamava South Kensington Museum, onde ele é localizado. 

@camimagens

@camimagens

O acervo do Museu é incrível, o que mais me impressionou foi as exposições itinerantes que passaram e passam por lá. Geralmente são muito concorridas e para essas é preciso pagar entrada. Eu tive a sorte de visitar a obra de Alexandre McQueen: Savage Beauty. Essa foi a primeira e única retrospectiva do Estilista Britânico na Europa. 

@camimagens

@camimagens

Conhecido como um dos mais inovadores designers da sua geração, McQueen tinha um extraordinário talento criativo. Desafiar os limites da moda era com ele mesmo.

imagem: https://www.vam.ac.uk

imagem: https://www.vam.ac.uk

Em parceria com Swarovski, uma produção riquíssima, contava com o seu projeto final do curso de Graduação da Central St. Martins (mesma universidade que tive a oportunidade de fazer o curso de Street Fashion Photography). E assim, passando por toda sua trajetória, McQueen estagiou em uma fábrica de uniformes militares, onde desenvolveu a habilidade na alfaiataria para depois como ele mesmo disse, desconstruí-la. Desfiles memoráveis, histórias de suas criações, métodos de cortes e construção e suas peças minuciosas estávam reunidas em apenas uma exposição. Sem palavras para expressar a emoção de vivenciar essa experiência tão profunda ao universo tão intenso, criativo, rebelde e dolorido desse grandioso estilista. A exposição termina na sua coleção A W 2010 que estava inacabada no momento da sua morte. Só tenho a agradecer por ter vivido essa experiência! 

imagem: http://valentinamag.com/blog/2015/07/24/a-exuberancia-da-exposicao-alexander-mcqueen-savage-beauty/

imagem: http://valentinamag.com/blog/2015/07/24/a-exuberancia-da-exposicao-alexander-mcqueen-savage-beauty/

Como chegar: 

Endereço: 

Cromwell Road, London SW7 2RL

A estação mais próximas são as: South Kensington - Piccadilly Line (Linha Azul escura) , Circle (Linha Amarela)  e District (Linha Verde)  Knightsbridge -  Piccadilly Line (Linha Azul escura)

Entrada Gratuita

diariamente: 10:00 ás 17:30 e Sexta de 10:00 ás 21:45

Site: https://www.vam.ac.uk

 

Natural History Museum 

@camimagens

@camimagens

Uma das atrações mais populares de Londres, o museu de Historia Natural é sem dúvidas, um passeio bem divertido e uma viagem para outras eras, contando com toda a diversidade biológica do planeta. Um passeio fundamental para as crianças!!!

O prédio, como podemos ver na foto, é impressionante! Inaugurado em 1881, ele leva tendências arquitetônicas inspirados nas colunas de basalto da Gruta de Fingal na Escócia. 

@camimagens

@camimagens

Mais de 70 milhões de espécimes, de micro-organismos a esqueletos de dinossauros, mamutes e baleias, que formam o maior e mais importante acervo de história natural do mundo, estão no museu. A mais visitada dentre todas as galerias é a dos dinossauros, tendo o T-Rex como destaque, em seguida, a dos mamíferos, com uma réplica de uma imensa baleia azul e outros animais aquáticos. Ele possui itens de botânica, entomologia, mineralogia, paleontologia e zoologia também.

As galerias são separadas por zonas:

  • Verde - Meio ambiente e Evolução 
  • Vermelha - O planeta e suas mudanças
  • Azul - Diversidade da Vida
  • Laranja - Darwin Center

Assim como nos outros museus, lá também sempre acontecem exposições temporárias. Para maiores informações vejo no link do site oficial do site logo abaixo do endereço. 

@camimagens

@camimagens

@camimagens

@camimagens

@camimagens

@camimagens

Como chegar: 

Endereço: Cromwell Road, South Kensington, SW7 5BD Londres

A estação mais próximas são as: South Kensington - Piccadilly Line (Linha Azul escura) , Circle (Linha Amarela)  e District (Linha Verde)  Knightsbridge -  Piccadilly Line (Linha Azul escura)

Entrada Gratuita

diariamente: 10:00 ás 17:50 

Site: http://www.nhm.ac.uk

 

Tate modern 

@timeout

@timeout

O museu Tate Modern fica instalado em uma usina termelétrica desativada a feira do Rio Tâmisa. É o queridinho dos amantes da arte moderna e contemporânea, sem dúvidas. Nele podemos encontrar os melhores exemplares de cada movimento artístico do século XX.

Ele foi inaugurado em 12 de Maio de 2000, e possui obras emblemáticas como o penico de Duchamp, o telefone-lagosta de Dalí e Whaam, pop Art de Lichtenstein, além de obras de Pablo Picasso, Salvador Dalí, Claude Monet, e muitos outros artistas de peso, distribuídos pelos 7 andares do prédio.

Uma ótima surpresa é o Bar-restaurante no sexto andar. Com vista para o Rio Tâmisa, é todo de vidro e de lá pode-se observar a Millenium bridge e ao fundo a catedral de St. Paul's.  

@camimagens

@camimagens

A comida lá no restaurante não é nem um pouco acessível, por isso eu e minha amiga bebemos apenas uma taça de vinho para curtir o final de tarde. 

@camimagens

@camimagens

Como chegar: 

Endereço: Bankside - London - SE1 9TG

A estação mais próximas são as: Southwark - Jubilee Line (Linha Cinza); St. Paul's - Central Line (Linha Vermelha). Para ir pela St. Paul's Station, atravesse Cannon St e você já estará na rota para a Millenium Bridge, a ponte construída no ano 2000 que liga o Tate Modern à St. Paul Cathedral. Confesso que fui por Southwark que era a região onde eu morei durante um tempo e mesmo assim, me perdi pelas ruas de lá. 

Entrada Gratuita

diariamente: 10:00 ás 18:00 e Sexta e Sábado 10:00 as 22:00 

Site: http://www.tate.org.uk/visit/tate-modern

 

Design Museum

Uma grande surpresa para mim, pesquisando novamente sobre o Design Museum é que ele mudou de endereço. Eu morei em Londres em 2015 e nesse ano, o museu ficava bem próximo á famosa London Bridge, à beira do Rio Tâmisa, de lá era possível admira-lá como podemos ver na foto abaixo. Esse museu foi inaugurado em 1989. Um tema tão importante, obviamente merecia mais destaque, foi quando em 2011, o museu recebeu uma doação de 17 milhões para uma nova estrutura. 

@camimagens

@camimagens

Inaugurado em Novembro de 2016 o novo museu conta com uma área 3 vezes maior que o antigo endereço. Ele fica em South Kensighon, junto aos famosos V&A e Natural History Museum. Possui 5 andares e agora conta com exposições permanentes de acesso gratuito para a populaçao. No segundo andar fica a exposição permanente, chamada Designer Maker User, onde conta a história do design contemporâneo, contendo quase mil peças do século XX e XXI. 

Essa exposição permanente, tem como o intuito, conscientizar a população o quão importante é o design em nossas vidas. E a exposição abrange o design nas mais diversas vertentes, como:  produto, gráfico, moda e arquitetura. Confesso que gostaria muito de estar lá agora para conhecer essa mais nova conquista da cidade! 

Abaixo seguem algumas das fotos das exposições que visitei na antiga sede do museu em 2015. Women Fashion Power, uma brilhante exposição onde foi possível acompanhar a evolução da mulher pela linguagem da indumentária. A escolha das mulheres para representar essa exposição foram mulheres líderes em seus campos de atuação compreendem que as roupas que vestem, fazem parte do modo como se comunicam com o mundo.  

@camimagens

@camimagens

@camimagens

@camimagens

A outra exposição chamada, Designer User Manufacturer é a mesma hoje aberta ao público na nova sede. Uma exposição de interação, onde faz o público pensar e interagir com as obras e itens de Design expostos.  

@camimagens

@camimagens

Eu sou completamente suspeita a falar sobre esse museu, um dos meus favoritos! O design sempre me fascinou e por isso dediquei tantos anos da minha vida cursando graduação de Design de Moda. Muito ansiosa para a próxima oportunidade de ir a Londres conhecer o novo museu! 

Como chegar: 

Endereço: 224-238 Kensington High Street London, W8 6AG.

A estação mais próximas são as: District and Circle lines to Kensington High Street, Central line to Holland Park, District and Piccadilly line to Earl's Court and District and Piccadilly line to South Kensington

Entrada gratuita para exposições Permanentes

Entrada Paga:

Adulto £14
Estudante £10.50*
Familia (1 adulto + 3 crianças) £22
Familia (2 adultos + 3 crianças) £32
Criança (6 - 15 anos) £7
Crianças abaixo de 6 anos entrada gratuita

diariamente: 10:00 ás 18:00 (última entrada 17:00) e Toda primeira Sexta do mês 10:00 ás 20:00

Site: https://designmuseum.org

ViagemBabiviagemComment